Como Dar Comprimido Para Cachorro Bravo

Aprenda Como Dar Comprimido Para Cachorro Bravo

Como dar comprimido para cachorro bravo? Por mais que isso seja indesejado, chega um dia que é necessário; seja para combater vermífugos, pulgas ou carrapatos, seja tratar uma doença mais grave, .Essa tarefa não tão fácil pode custar alguns dedos, então, vamos tentar evitar isso  aplicando um dos 4 métodos sugeridos.

Dar Comprimido Para Cachorro Bravo

O ideal seria a partir da infância do cachorro dedicarmos, nem que fosse eventualmente, um tempo com brincadeiras onde pudéssemos inserir a mão parcialmente na boca do pequeno cãozinho. O hábito de escovar os dentes do cachorro pode e muito ajudar também. Com o tempo, ele estaria tão acostumado com o manuseio na sua boca que deixaria a tarefa mais fácil.

Como não nos disseram isso antes, analisaremos diversos métodos alternativos, sendo que o grau do temperamento do animal vai determinar qual melhor deverá ser utilizado. Não custa tentar mais de um, mas, salienta-se que nem todos se aplicam em determinados casos.

Como dar comprimido para cachorro bravo - método 1

Em primeiro lugar, vamos evitar o contato direto com a boca do cão, já que queremos saber como dar comprimido para cachorro que morde, assim, experimenta-se dar o comprimido dentro de algum  alimento, tais como carne, almôndegas, salsichas ou guloseimas comerciais. Comece por esse método pois o animal ainda não está estressado com a missão de tomar o medicamento.

Dica: não é recomendado partir o comprimido ou esfarelá-lo, visto que muitos comprimidos exalam o odor ao serem abertos, o que dificulta mais ainda a ingestão. Além disso, alguns medicamentos possuem uma camada externa que protege e retarda sua liberação dentro do organismo. Assim pode-se até comprometer o tratamento correto. Ainda mais se a medicação for em cápsulas!

Como dar comprimido para cachorro bravo - método 2

Agora com o toque:  lembramos que você precisará de auxílio de outras pessoas caso necessite imobilizar a fera. Com uma mão use os dedos indicador e polegar deslizando por detrás dos dentes caninos, e com a outra mão,  pressione as bochechas para cima. Você perceberá a boca se abrindo, pouco depois, pressione a mandíbula com o outro polegar. Desta forma, ele não conseguirá fechar a boca porque ao tentar vai causar desconforto.

Posteriormente, coloque o comprimido em cima da língua, bem no meio da boca. Ao colocar a medicação muito para a frente ou para o lado da língua, o cão tende a cuspi-la. Feche a boca do cachorro e massageie  sua garganta até que ele a engula.

Observe se o bichano vai lamber o nariz, se afirmativo, bom sinal; significa que o comprimido foi ingerido. Soprar sobre o nariz do cão também ajuda ele a engolir mais facilmente o comprimido.

Enfim, ofereça-lhe água em uma seringa para eliminar qualquer sabor ruim do remédio e confirmar que ele o ingeriu mesmo.

Se a medicação for de uso contínuo ou prolongado, considere dar a ele um prêmio (petisco) depois de consumir o comprimido, assim ele poderá condicionar essa regra e facilitá-la visando receber o prêmio.

americanas.com.br

Como dar comprimido para cachorro bravo - método 3

Se o cachorro for muito resistente, esse método pode ajudar. Existem cápsulas gelatinosas vazias, vendidas especificamente para a administração de medicamentos. Essas cápsulas são pegajosas o bastante para dificultar que o cachorro separe o comprimido, muito útil para inserir dentro de algum alimento ou petisco.

dar comprimido para cachorro que morde

Como dar comprimido para cachorro bravo - método 4

Existem também os “Aplicadores de Comprimidos” que permitem colocar facilmente os comprimidos dentro da garganta do peludo, tornando a missão mais rápida e menos complicada.

O processo é muito simples pois o instrumento contém uma ponta onde se encaixa o comprimido e esse é levado diretamente a garganta do animal que o ingere de modo rápido. Contudo, alguns animais podem sentir ânsia de vômito no início, até que você aperfeiçoe a técnica de colocar rapidamente.

Procure aplicadores com regulagens de tamanho dos comprimidos. (a maior parte deles já possui). 

Considerações Finais

Por melhor que seja sua intenção, não force ou não use métodos traumáticos com o bichano. Quanto mais natural for o processo, melhor será assimilado e mais facilitado será posteriormente o reuso futuro.

Converse com o veterinário e veja todas alternativas. Às vezes, a simples substituição de uma medicação com o mesmo princípio ativo mas com o sabor diferente produzido por outro laboratório, pode resolver maiores dificuldades.

Por fim, sucesso nessa missão e no tratamento do peludo!

Receba Atualizações

Não enviamos Spam.

Produtos Relacionados